23 de novembro de 2015

Os verdadeiros (ir)responsáveis.

Estimados Tricolores,


Ninguém pode nos acusar de tumultuar o ambiente. Decidimos esperar o jogo de ontem e o time se livrar do rebaixamento. Certamente agora começarão os factoides tentando convencer aos mais incautos a vibrar porque ao final de tudo não caímos. Dirão que num ano de reconstrução e dificuldades, terminamos sem feridas. O tal "ano positivo" do Mário Bittencourt. Será? Discordamos e muito.

Vivemos um momento de silêncio constrangedor. Vemos um gigante do futebol brasileiro adormecido. O vimos perdendo quase toda rodada. Um elenco fraquíssimo e desmotivado. Uma diretoria omissa. E a torcida quieta, talvez pensando que a ilusão do "gol sofrido não vai me abater" é a realidade de um clube vencedor e histórico. Derrotas fazem parte do esporte. Mas se resignar diante delas é para os fracos e pequenos. Amar a um clube não é se calar aos erros. Não é cantar sem parar somente. Também é cobrar, reclamar e criticar.

Vivemos uma época sombria num clube um dia democrático. Um clube que foi referência mundial. Hoje vivemos um ambiente de controle das massas, representadas por sua torcida. E os responsáveis por esse adormecimento não se resumem ao trio Peter, Mario e Simone, mais conhecidos pelo torcedor comum. Há um grupo de poder que atua nos bastidores e que é tão responsável quanto eles três.

Comecemos pela Flusócio. A Flusócio não é somente o grupo de apoio do presidente Peter. A Flusócio comanda o clube. A Flusócio é um grupo que surgiu com boas intenções. Seu plano era algo de primeiro mundo. Mas como sempre as pessoas estragam as ideias que elas mesmas têm quando deixam a vaidade e o ego falarem mais alto. A Flusócio foi quem inventou o Peter. E porque? Porque a conclusão de seus mentores políticos foi de que o tricolor quer como seu presidente alguém rico e bem sucedido. Alguém com uma carreira de sucesso que se mostre acima da mediocridade de nossas vidas normais. Daí surge o Peter, um herdeiro, advogado de sucesso e que fala bem. Certamente vocês já ouviram algumas pessoas dizerem isto em algum momento nas redes sociais.

Para ganhar a eleição a Flusócio resolveu se unir a outros grupos. Alianças são normais na política mas elas carregam um elo importante e que é algo que os líderes da Flusócio não conhecem: fidelidade. Para que uma aliança dê certo você precisa cumprir a sua parte. É o famoso "combinado não sai caro". E a Flusócio depois de eleita, por duas vezes, traiu alguns de seus apoiadores e não cumpriu com sua palavra. E porque? Porque alguns de seus líderes se julgam acima de todos, mais espertos, mais inteligentes e mais antenados com as necessidades do clube e se consideram águias das estratégias políticas.

Então o Peter não manda sozinho? Não. Quem participa influentemente do comando do clube na verdade é esse pequeno grupo que fica longe dos holofotes. São 5 pessoas do grupo de poder que não dão a cara a tapa. São nomes que você torcedor comum não conhece. Mas são eles quem decidem os destinos do clube que você ama, junto com o Peter e o Mário. São eles: Marcus Vinicius Ferreira Bittencourt e Thales Arcoverde, Presidente e Vice Presidente do Conselho Deliberativo, Pedro Abad, Presidente do Conselho Fiscal, Rogério Félix e Danilo Félix. Esses são os principais líderes do grupo de apoio e que são tão responsáveis pelo atual fracasso quanto o Peter e o Mário.

Eles estão presentes em cada ato tomado, quer seja por ação, quer seja por omissão. São responsáveis direta ou indiretamente pelas contratações do elenco, pelos gastos do clube, pelo desleixo com a sede social e o abandono do Esporte Olímpico, antes orgulho de qualquer tricolor de bem. Podem não estar diretamente envolvidos, mas validam as ações ou porque indicaram quem ocupa a pasta, ou porque aprovaram as nomeações, ou porque protegem e defendem todo ato feito por essas pessoas.

Eles, ao lado do Peter, Mario e Fernando Simone, são pessoas que não se lembram que comandam um clube super tradicional e mais que centenário. Acham um saco ir ao clube, falar com sócios, discutir com torcedores e dar satisfações aos conselheiros e pessoas que se preocupam com o FFC. Sugam as energias do clube, destróem uma paixão e depois, como se fossem homens que não honram as calças que vestem, exercem o perigoso jogo da omissão, da falsidade, o famoso "tirar da reta", culpando outros por seus fracassos.

Ao longo do ano tivemos vários culpados, nunca eles. E agora elegeram novos: Mario Bittencourt e Fernando Simone. Jogam sobre eles a culpa por tudo. Como se esses dois estivessem no cargo por obra do Divino Espírito Santo. Não estão. Estão lá porque eles, os cardeais do grupo de poder os colocaram. E porque os atacam? Será que brigaram? Não é traição atacar antigos aliados?

Você ficou com raiva do Muricy Ramalho quando ele disse que o Flu estava cheio de ratos? Será que ele se referia a ratos de verdade? Será que ele se referia a pessoas? A tipos que usam o Fluminense como plataforma para suas vaidades pessoais, para seus pensamentos políticos toscos e obsoletos, será? Pessoas que não estão preocupadas com o sucesso do clube. Pessoas nas quais você torcedor comum não deveria confiar para controlar seu clube. Será que era isso? Já parou pra pensar? Pois pense!

Se você pensa que a administração do Peter está sendo fantástica, nos desculpe. Você não sabe muito do que se passa no clube. Essa administração é melhor que a anterior, que foi um verdadeiro desastre, mas é ruim, muito ruim. Fora o excelente trabalho de Xerém, o resto é um fracasso total. Uma gestão que se especializou em factoides e em manipular o torcedor nas redes sociais com historinhas. E com isso influenciam seu pensamento.

Torcedor, desculpem-nos a agressividade, mas nos fazem de otários. Está na hora de dar um basta. Se não quiserem, não votem na gente. É seu direito democrático escolher em quem votar. Votem em qualquer um. Sem problemas. Mas não aprovem esse tipo de pessoas. Não deixem que eles fiquem mais 6 anos no poder. Será a destruição total e completa do nosso amor maior, o Fluminense FC.

Felizmente ainda existem pessoas no clube que guardam suas origens e que não colocam suas vaidades pessoais acima do Fluminense. Clamamos que essas pessoas nos ajudem a cobrar seriedade e clareza. Chegou a hora de exigir que se exponha aos conselheiros e sócios quem são os PJ's. Quanto ganham. O que fazem. Porque foram contratados. Que benefícios trouxeram ao clube. Nos ajudem a trazer a tona tudo que cerca os comissionamentos pagos e a pagar, os acordos com atletas e empresários, o novo contrato do Maracanã. Nos ajudem a salvar o Fluminense de dentro pra fora. Nos ajudem a proteger nossa história. Não permitam que um grupo de irresponsáveis nos destrua. Todos sabemos a tormenta que se acerca do clube no fim do ano. Todos sabemos, até as coxinhas do antigo Bar do Fidélis, o que virá. Não permitamos. Sejamos tricolores de verdade.

São 13 pontos em 51 possíveis no returno. 18 derrotas em 36 jogos. Um desempenho fraquíssimo. E o blog da Flusócio no seu novo estilo "comigo não tá". Fazendo textos atacando a gestão, atacando o futebol. Traíras. Irresponsáveis. Está com vocês sim. Consertem seus erros enquanto ainda há tempo. Sejam homens. Um homem decente assume seus erros e os corrige. Façam isso.

O Esperança Tricolor não vai desistir do Fluminense. Exigimos respeito a nossa história, a nossa torcida, aos sócios e atletas. Se a Flusócio, Peter, Mário, estão cansados do clube, saiam. Melhor ser digno e se afastar do que seguir com esse trabalho de destruição de uma lenda do futebol brasileiro. Nós vamos cobrar e muito. Contamos com todos os sócios, conselheiros e torcedores que assim como nós não vão cruzar os braços. Lutaremos até o fim!


Esperança Tricolor

12 comentários:

Anônimo disse...

Marcus Vinicius da Flusócio?? Flusócio participa da gestão e manda no clube? Hahaha tão sabendo muito, hein? Hahahaha só por isso já dá pra ver que o texto tem várias impropriedades. Mas é isso, jogar pedra faz parte do jogo. Só por favor, não mintam porque é feio.

Fábio Ribeiro disse...

Esperança Tricolor, seu nome é CORAGEM. Parabéns!!!!!!! Nomes citados, pingos nos is. Jogaram na cara aquilo que todos sabem, mas fingem que não sabem.

Vagner disse...

Como funciona esse sistema de grupos políticos no Flu?
Desculpe-me a minha ignorância, mas eu não faço parte da vida social do clube.
Até onde seu sei diferente da política, os sócios elegem o presidente e de acordo com os números de votos isso garante a possibilidade do presidente indicar os conselheiros deliberativos do clube. Não é isso?
Então o papel da Flusócio nesse caso é porque há alguns dos seus integrantes dentro da administração do clube. É isso?

Anônimo disse...

Artigo só não é 100% preciso porque faltou ainda incluir outros nomes. Mas está bem próximo. Os pulhas da flusócio são todos oriundos de fóruns da internet e começaram a transitar na política no clube lá por volta do final dos anos 90, quando estávamos no inferno da terceirona. Fecharam os olhos a todos os desmandos que ocorriam no clube desde a gestão do David Fischel (antes também era um caos, frise-se) apenas para crescer politicamente. Em 2004, quando havia possibilidade de eleger uma oposição de verdade (não vem ao caso se boa ou não), a maioria se omitiu ao não conseguir emplacar a candidatura de um neurótico que circula lá no clube. Outros tantos apoiaram o Horcades (aliás, o Peter foi conselheiro pela chapa do Horcades antes de romper para se candidatar na primeira vez em 2007). Então, se a situação financeira do clube se arrebentou nesses anos todos foi com a ajuda deles, por ação ou omissão. Por último, aumentaram o tempo de associação para que alguém possa se candidatar à presidência, numa ação anti-democrática cujo intuito é fazer com que apenas membros da panela do clube estejam aptos. E ainda dizem que "democratizaram" o clube com o voto do sócio-torcedor! Piada! Geraram maior direito de voto e restringiram o direito de ser votado, fazendo com que os novos sócios-futebol possam votar apenas.....neles!! Qual outro adjetivo cabe aí além de canalhice? Há membros inocentes na base que ainda podem ser resgatados de lá. Mas a cúpula é essa porcaria mesmo que vocês mencionaram. Parabéns pela coragem deste grupo em dar nome aos bois. Sigam em frente e façam o bom combate.

Juliano disse...

Certo. Expostos alguns nomes da flusocio e o modus operandi desta diretoria, segundo este blog, o que propõe o grupo Esperança Tricolor e quais os nomes estão na pauta do grupo para eleições que se aproximam? O grupo pensa o Fluminense perto da massa ou tem o mesmo pensamento provinciano de alguns citados no texto? Se quer se aproximar da massa, como farão?

ST!

josh disse...

E o ct, nao e nenhuma entrega da gestao peter? Socio com direito a voto? flu memoria (livros, sala de trofeus, bienal)? Reestruturacao da divida e ato trabalhista?

Esperança Tricolor disse...

Juliano,

As nossas propostas para o Fluminense foram declaradas quando fizemos a apresentação do nosso planejamento para o Clube. Você pode acompanhar o nosso planejamento nos vídeos abaixo e nestes você pode encontrar respostas também para o seu último questionamento:

https://www.youtube.com/watch?v=9mKUquyCiuw
https://www.youtube.com/watch?v=TZNrTThL7hw

Quanto aos nomes, só os divulgaremos quando as eleições estiverem próximas.

Em caso de maiores dúvidas, nos dispomos a quaisquer esclarecimentos.

ST!

Fábio Ribeiro disse...

Se eu não me engano, em 2004 muitos deles apoiaram a candidatura daquele senhor que prometeu mundos e fundos da Suécia e era tudo balela...

Vagner disse...

Quem são os membros da Esperança Tricolor?
São sócios?

Esperança Tricolor disse...

Sim, Vagner. Todos os membros do grupo são sócios do Fluminense, das mais diferentes categorias. Deixamos isto claro em alguns textos publicados.

ST.

Juliano disse...

Tricolor,

já estão definidos esses nomes? Como sócio gostaria de analisar as opções que temos.

Irei acompanhar o canal no youtube.

ST! Por um Fluminense próximo da massa!

Esperança Tricolor disse...

Juliano,

Os nomes já estão definidos, porém, como informamos, estes serão anunciados quando o período eleitoral estiver mais próximo.

ST!

Postar um comentário